exame de colonoscopia

Exame de colonoscopia

O exame de colonoscopia permite ao médico gastroenterologista da Gastrocentro examinar a parte de dentro do cólon, área conhecida como intestino grosso. Para isso, usamos o equipamento colonoscópio. 

A colonoscopia é feita através da introdução do colonoscópio pelo ânus e a progressão do equipamento entre o início do cólon e o final do intestino delgado.

O colonoscópio usado pela Gastrocentro é uma sonda flexível, com comprimento aproximado de 1,80 m e diâmetro de aproximadamente 1,3 cm.

Pedido de exame:

Para fazer o exame de endoscopia na Clínica Gastrocentro, o primeiro passo é encaminhar seu pedido de exame. Para isso, tire uma foto em boa resolução e nos envie pelo formulário, clicando neste botão.

ENVIE SEU PEDIDO DE EXAME

O equipamento

Nosso colonoscópio é equipado com uma micro câmera que filma e transmite as imagens em tempo real para o monitor. Através dele, o gastroenterologista da Gastrocentro consegue realizar os diagnósticos e tratamentos.

Primeiro contato

Nossa equipe fará contato com você por telefone para passar informações e orientações sobre valores, formas de pagamento, data e horário para a realização do exame de colonoscopia, além de informações sobre o preparo que deve ser realizado antes do procedimento.

Durante o exame de colonoscopia, é preciso que o cólon esteja completamente limpo para que o gastroenterologista possa ver toda a mucosa. Com isso, o procedimento não é prejudicado por resíduos que possam dificultar a visão da micro câmera.

Nossa equipe ainda dará instruções mais detalhadas sobre como você deve se preparar para o exame de colonoscopia. Será fornecido um kit com um medicamento.

É muito importante ler as instruções com antecedência e, se houver alguma dúvida, entrar em contato com a Clínica Gastrocentro pelos telefones 3399-7460, 2565-7001 ou 2565-7002. Nossa equipe irá esclarecer todas as suas dúvidas.

A dieta

Para limpar o cólon, a dieta deve ser livre de alimentos sólidos no período de um a três dias. O paciente receberá uma dieta específica com alimentos que devem ou não ser ingeridos, além de um forte laxante que deverá utilizar antes de fazer o exame. Isso para que não haja fezes no cólon capazes de atrapalhar a colonoscopia.

Alimentos proibidos

  • Alimentos sólidos
  • Bebidas alcoólicas
  • Líquidos vermelhos ou roxos
  • Leite e derivados
  • Carne vermelha e branca
  • Fibras, sementes, alimentos integrais e cereais
  • Refrigerante ou qualquer outra bebida com gás
  • Leguminosas
  • Pipoca
  • Alimentos gordurosos

Alimentos permitidos

  • Água
  • Sopas, purês e cremes
  • Macarrão amassado
  • Batatas cozidas
  • Chás claros
  • Água de coco
  • Sucos coados
  • Bolacha de água de sal

O exame demora entre 20 e 60 minutos. No entanto, se o cólon não estiver limpo de forma satisfatória, o gastroenterologista pode optar por interromper o procedimento e solicitar que ele seja reagendado.

Atenção

É importante que você fique em casa na véspera do exame por conta do efeito do laxante, que provocará uma grande diarreia, e certamente você irá ao banheiro com frequência para evacuar.

Cuidados com sua medicação

Todos os medicamentos usados pelo paciente devem ser informados previamente ao gastroenterologista, que avaliará a necessidade de suspender algum deles ou ajustar a dose tomada. É o caso do remédio para diabetes, que sofre alteração na dosagem devido à ingestão menor de alimentos antes do procedimento.

Importante

Avise ao gastroenterologista se você usa medicamentos à base de ferro, elemento que deixa a parede do intestino com uma cor mais escura e que pode atrapalhar as imagens obtidas durante o procedimento. Também devem ser evitados alimentos como beterraba e sucos vermelhos, uma vez que eles a visualização e a identificação de alguma infecção ou inflamação nas paredes do intestino.

Ainda é importante evitar medicamentos que agem na coagulação, pois o gastroenterologista pode precisar fazer biópsia (retirar pequenas amostras de tecido), além de remédios anticoagulantes como Aspirina, heparina e varfarina. Eles podem inviabilizar a o procedimento e, por isso, nosso gastroenterologista irá avaliar se há necessidade de suspendê-los.

Como é o exame de colonoscopia

Quando o intestino está vazio, as paredes ficam grudadas uma nas outras. Para que o colonoscópio consiga visualizá-las, é preciso inflar (encher como um balão) com gás carbônico, que vai desgrudar as paredes.

Notas rápidas

É normal haver algum desconforto com a colonoscopia por conta do ar usado para inflar o cólon, o que pode provocar alguma cólica.

Por conta do ar injetado no intestino, você pode sentir vontade de eliminar flatos (soltar pum) durante o exame. Isso é normal e você não deve tentar impedir a saída desses gases, já que isso ajuda o gastroenterologista a controlar a injeção de ar para evitar alguma cólica no final do exame.

Sedação

O exame de colonoscopia pode ser feito com ou sem sedação. O nível de sedação é decidido de acordo com a sua condição e seu estado clínico, como obesidade, doenças cardíacas ou pulmonares e alergias.

Os efeitos dos sedativos demoram para desaparecer completamente.

Os pacientes podem ter que permanecer na clínica por 1 a 2 horas após o fim da colonoscopia. A recuperação total da sedação só está prevista para o dia seguinte. Por isso, o paciente deve sempre ir acompanhado para o exame, pois alguém terá que ajudá-lo a voltar para casa. O paciente não deve mais trabalhar, dirigir veículos, nem operar máquinas pesadas neste dia.

Dia do exame de colonoscopia

No momento do exame, você será deitado de lado. A nossa equipe irá administrar via venosa soro e sedativo e somente quando você estiver relaxado o gastroenterologista irá iniciar o exame.

O colonoscópio é inserido através do seu ânus e avançará lentamente pelo reto e cólon. Sempre que necessário será injetado o ar (gás carbônico) para desgrudar as paredes intestinais.

É comum o gastroenterologista pedir para você fazer pequenos movimentos, o que facilitar a passagem do colonoscópio pelo seu intestino.

Durante o procedimento pode ser retirado pólipos pelo colonoscópio e ainda realizada biópsia (retirada de tecido) para investigação de alguma patologia ou procura de sinais de câncer.

Quando houver a retirada de algum material, o resultado pode levar mais dias para ser entregue.

Recuperação

Ao final do exame, você ficará sob observação de uma a duas horas. Nesse período, você poderá receber soro via venosa para reposição de água, açúcares e sais minerais, perdidos devido à diarreia induzida pelos laxantes durante o preparo.

É comum que o intestino demore alguns dias para voltar a funcionar regularmente, o que explica alguns desconfortos que podem ser sentidos, como gases e inchaço na região abdominal. Por isso, evite alimentos que causam gases, tais como leguminosas, bebidas com gás, doces, ovos, brócolis, batata doce e repolho. Caso você tenha sido submetido a uma biópsia, poderá sentir um leve desconforto que passará em poucos dias.

Chegando em casa

Ao chegar em casa o paciente pode se alimentar, porém se o gastroenterologista tiver retirado um ou mais pólipos é provável que você receba uma dieta balanceada por alguns dias.

Nos casos em que houve retirada de pólipos ou biópsia de lesões suspeitas, uma pequena quantidade de sangue nas primeiras fezes após o exame é normal. Porém, se o sangramento não diminuir ou aumentar, ligue para a Gastrocentro e, assim, poderemos ajudar com esse problema.

Cólicas e eliminação de flatos podem ocorrer durante uma ou duas hora após o procedimento. Se você ainda estiver cheio de gases ao chegar em casa, andar ajuda a eliminá-los.

O que o exame de colonoscopia pode fazer

  • Pesquisar pólipos, que são pequenos tumores, ou sinais sugestivos de câncer do cólon;
  • Identificar causas de sangramento nas fezes;
  • Avaliar uma diarreia persistente ou outras alterações do hábito intestinal de origem desconhecida;
  • Diagnosticar doenças do cólon como diverticulose, tuberculose intestinal, retocolite ulcerativa ou doença de Crohn, por exemplo;
  • Investigar causas de anemia de origem desconhecida;
  • Fazer uma avaliação detalhada quando são encontradas alterações em outros exames como pesquisa de sangue oculto nas fezes ou imagens duvidosas no enema opaco, por exemplo.
  • Durante o exame de colonoscopia também é possível realizar procedimentos como a coleta de biópsia ou mesmo a retirada de pólipos.
  • O exame permite a cauterização de vasos sanguíneos que podem estar sangrando.

O nosso endoscópio é equipado com uma micro câmera de alta resolução e as imagens e vídeos produzidos em tempo real são de grande nitidez. Isso garante resultados incríveis com uma definição que não deixa nenhum detalhe passar despercebido em seu colón.

Tire suas dúvidas

O exame de colonoscopia é doloroso?

O paciente é sedado e, assim, não sente nada durante o procedimento. Todavia, o preparo pode ser desconfortável, haja vista a necessidade do uso de medicamentos laxativos que esvaziam o intestino grosso e permitem o estudo do cólon. Lesões no intestino podem evoluir para câncer.

Alguns tipos de pólipos podem evoluir para câncer. O risco maior acontece nos pólipos adenomatosos que apresentem mais de um centímetro de diâmetro.

Pólipos hiperplásicos em geral não representam risco de malignização.

Pacientes com mais de 50 anos e com antecedentes familiares de câncer de intestino formam um grupo de risco para câncer de cólon e reto. Outros fatores que contribuem para um maior risco são: doença inflamatória intestinal, tabagismo, obesidade, dieta pobre em fibra e diabetes tipo II não controlada.

Há efeito colateral ou desconforto após o exame?

Devido à sedação, o paciente pode sentir sonolência após o exame. Também pode ocorrer desconforto abdominal devido aos gases inseridos no intestino para melhorar a visibilidade durante o procedimento. Sangramentos podem acontecer quando há necessidade de biópsia ou remoção de pólipos. Essas manifestações desaparecem depois de algumas horas.

É possível retirar tumores

Pequenos tumores e pólipos (grupos de células que se formam na mucosa do reto) podem ser removidos. Na maioria dos casos isto é feito já durante a colonoscopia, com um pequeno laço preso ao aparelho, cortando o pólipo pela base.

Há alguma contraindicação?

Pessoas que tenham suspeita de abdômen agudo perfurativo, diverticulite em estado avançado ou megacólon tóxico não podem se submeter ao exame. Além disso, pacientes gestantes a partir do segundo semestre, com infarto recente do miocárdio, embolia pulmonar, aneurisma ou neutropenia também devem conversar com um médico sobre os riscos do exame.

Gestante pode fazer colonoscopia?

Embora a colonoscopia seja um exame do intestino, ele pode trazer riscos para o feto e, por isso, não é indicada para mulheres grávidas, especialmente no terceiro trimestre.

Durante a gravidez avançada, a colonoscopia pode ser dificultada por conta da compressão do cólon causada pelo útero aumentado. As complicações que podem ocorrer durante este exame (como perfuração intestinal, por exemplo) podem levar a traumas uterinos. Além disso, não se tem certeza se os medicamentos usados para limpar o cólon e anestesiar a paciente são seguros para o feto em desenvolvimento.

A Clínica Gastrocentro é formada por doutores experts em exames de colonoscopia, tenha total segurança ao ser atendidos por uma das melhores equipes, do Brasil, na realização de exame de colonoscopia.